AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Painel do Anunciante
Favoritos

Leia nossos

Artigos


Santana Executivo


Erick von Seehausen
Sócio gerente
erick@autoserra.com.br
AutoSerra
www.autoserra.com.br

Santana Executivo

Santana Executivo


Em 1990 a Volks do Brasil, lançava aquele que seria considerado pelos Volksmaníacos, como o “melhor de todos os Santanas”. Em Fevereiro de 1990 acabava de sair do forno o Santana EX ou Executivo como ficou conhecido pela grande maioria, devido ao seu requinte e fino acabamento para justificar os quase 60% a mais que custava em relação ao modelo top de linha da época, o GLS.

A Versão EX só saía nas cores preta, azul (igual ao 1º GTI) e vermelho, todos metálicos.

Na traseira, o EX ganhava lanternas fumês e aerofólio na cor do carro com brake-light incorporado, que exigiu a instalação de amortecedores na tampa da mala para suportar o peso extra, antena transistorizada posicionada no teto e descarga esportiva oval.

Na parte dianteira, a grade de três frisos foi sucesso garantido e logo-logo começaria a procura nas lojas para equipar os Santanas mais simples que já rodavam pelas ruas.Outro sucesso



Outro Sucesso do Santana EX foram as rodas BBS com pneus 185/60 HR 14 Pirelli P-600 importadas da Alemanha que a princípio não agradou na cor dourada, mas logo em seguida, na cor prata, passou a ser sinônimo de esportividade para a turma que gostava de equipar seu carro.



A moldura dos vidros, retrovisores e frisos eram cinza e a parte superior dos para-choques vinha na cor grafite .



Por dentro, havia trava central e sobre o carpete cinza ficavam tapetes com a sigla EX. O câmbio manual era o do Gol GTi. Iluminação vermelha tingia os instrumentos e os bancos Recaro e a forração eram de couro cinza, mas podiam ser pedidos de tecido. Rodas com pintura prata e câmbio automático de três marchas eram outros opcionais. Tudo isso saía por 1,4 milhão de cruzados novos, hoje cerca de 244 000 reais.





Enquanto no GTi a injeção roubava a cena, no EX a suspensão tinha brilho próprio. “Com amortecedores a gás (que são melhores que os convencionais porque não perdem eficiência sob uso intermitente), o Santana ficou suave sem ser mole e estável sem ser duro”, escreveu em janeiro de 1990 Luiz Bartolomais Jr., para quem o EX era quase outro Santana. “O melhor, porém, é que a essa característica juntaram-se a potência e as respostas rapidíssimas do motor 2.0 com injeção

Com amortecedores pressurizados a gás, o EX transmitia um rodar estável, confortável e muito seguro, sendo muito equilibrado em curvas e o comportamento dinâmico era superior ao GLS, graças à adoção de discos de freios ventilados na frente, diminuindo consideravelmente o “fading” (perda de eficiência do freio quando muito requisitado).

O motor AP 2000i era o mesmo do Gol GTi 2000, de 114 cavalos (125 cavalos brutos), com injeção eletrônica Bosch LE-Jetronic multiponto, superior em consumo e desempenho, impressionava pela eficiência, foi o primeiro sedan de 4 portas nacional equipado com injeção eletrônica. Em um mundo de carburadores, bastava girar a chave e o motor pegava na hora, sem engasgos, sem falhas, sem afogadores. Era um motor bem diferente dos outros, com funcionamento “liso”, marcha lenta estável e muita maciez. Havia torque abundante, com um leve toque no acelerador o EX respondia imediatamente.

Quando a impressão foi traduzida em números no teste duas edições depois, o resultado não impressionou tanto. Foi de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e atingiu 168,5 km/h. Ainda assim, estabilidade, silêncio, suavidade do motor e qualidade do ar-condicionado e da direção hidráulica progressiva se destacaram. Já itens como a falta de regulagem de altura do volante e de computador de bordo e uma borracha tapando o buraco original da antena no para-lama eram falhas que não condiziam com seu preço.

No total foram produzidas 5.000 unidades dessa jóia do Mercado Automotivo Brasileiro.

Fontes: http://quatrorodas.abril.com.br e http://santanaclubedobrasil.com.br

Você entende de carros? Gostaria de escrever artigos para o AutoSerra?

Clique aqui e fale conosco.
» Home
» Carros
» Carros antigos
» Motos
» Anunciar
» Lojas
» Guia de serviços
» Favoritos
» Artigos
» Notícias
» Contato
» Perguntas frequentes
» Quem somos
» Publicidade
» Termos de uso
» Política de privacidade
Tel.: (24) 2246-7476
Email.: contato@AutoSerra.com.br
Atendimento de segunda a sexta - 9h às 16h (intervalo 12h - 13h)

Formas de pagamento


AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Todos os direitos reservados

Versão: 20170612