AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Painel do Anunciante
Favoritos

Leia nossos

Artigos


Box do Baixinho - “40 anos matando nossa fome”


Erick von Seehausen
Sócio gerente
erick@autoserra.com.br
AutoSerra
www.autoserra.com.br

Box do Baixinho - “40 anos matando nossa fome”

Box do Baixinho - “40 anos matando nossa fome”

O ano era 1973 e chegava à Petrópolis, Wesley Vieira Paz. A princípio era um passeio, mas a grana era curta e pra nossa felicidade, Wesley resolve ficar por aqui e vender cachorro quente.

Nada foi fácil nesse período, muitas coisas aconteceram, governos passaram, empresas abriram e fecharam, várias enchentes, mudanças de local, muitos amigos... afinal, são 40 anos que o Baixinho salva nossas noites. Ali no seu “Box” muita gente fez amizades, começou a namorar, desfilou seu primeiro carro, curou seu porre, vindo de baile ou do som como dizíamos antigamente ou da balada como se diz hoje.

Conversando com esse “Mineirinho” de BH, descobrimos seu nome, Wesley, até o momento inédito para muitos de nós, freqüentadores assíduos do “Box”. Descobrimos também uma pessoa extremamente grata a Cidade Imperial, pela acolhida e pelas amizades que fez ao longo desses 40 anos. Chegou ainda jovem, recém completados 18 anos e hoje na plenitude de seus 58 anos afirma que é impossível eleger pessoas marcantes nessa trajetória, uma vez que cada uma tem o seu valor.



Entrando no assunto, “clientela”, o Baixinho é categórico: - Pra mim, cliente só é chato se pedir desconto, se perguntar se tem Grapete ou se pedir pra caprichar, fora de cabimento, meu sanduíche é sempre caprichado... e o que mais o deixa feliz é quando o cliente é educado, volta sempre e gosta do sanduba.

O segredo de seus sanduíches são os hambúrgueres e sua maionese, totalmente artesanais e caseiros.

Nesses 40 anos, muitas coisas pitorescas aconteceram, e algumas delas ele fez questão de contar, como por exemplo, o dia que recebeu o Título de Cidadão Petropolitano, mesmo sem recordar o ano exato que isso aconteceu. Outra coisa interessante foram pessoas que se conheceram no Box, namoraram no Box e quando se casaram, foram lá pra tirar foto com ele no dia do casamento, vestidos de noivos. Sem contar amigos que freqüentam seu Box há 40 anos e hoje continuam freqüentando com seus netos.

Quando entramos no assunto “Carros” os olhos do nosso homenageado brilham e ele não esconde a paixão pelos Clássicos. Seus preferidos são o Opala, inclusive é proprietário de um exemplar extraordinário de 1988, do Mustang 1968 e das Mercedes-Benz em geral.



Seu hobby hoje em dia é reunir amigos proprietários e Amantes dos Clássicos Nacionais, principalmente os “opaleiros”, toda quinta-feira a noite no seu Box, bater aquele papo bacana sobre os carangos e combinar a próxima ida a um encontro de carros antigos.

E para os Amantes dos Clássicos Nacionais ele deixa a dica: - Aprecie sem moderação, que vale muito a pena!

Se você gostou dessa matéria e viveu pelo menos um pouco desses 40 anos de história do “Querido Baixinho”, deixe aqui seu depoimento que teremos o prazer de entregá-lo pessoalmente.

Você entende de carros? Gostaria de escrever artigos para o AutoSerra?

Clique aqui e fale conosco.
» Home
» Carros
» Carros antigos
» Motos
» Anunciar
» Lojas
» Guia de serviços
» Favoritos
» Artigos
» Notícias
» Contato
» Perguntas frequentes
» Quem somos
» Publicidade
» Termos de uso
» Política de privacidade
Tel.: (24) 2246-7476
Email.: contato@AutoSerra.com.br
Atendimento de segunda a sexta - 9h às 16h (intervalo 12h - 13h)

Formas de pagamento


AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Todos os direitos reservados

Versão: 20170612