AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Painel do Anunciante
Favoritos

Leia nossos

Artigos


Fiat Tempra


Erick von Seehausen
Sócio gerente
erick@autoserra.com.br
AutoSerra
www.autoserra.com.br

Fiat Tempra

Fiat Tempra

A montadora Fiat comemorava seus 15 anos de Brasil, a comemoração teria que ser em grande estilo, então resolveram lançar em sua linha, seu primeiro sedan de luxo, o belo Fiat Tempra.

Lançado no 3º trimestre de 1991 no Brasil, o modelo já vinha de 1990 na Itália, derivado do Fiat Tipo, e aqui teria que enfrentar os já desgastados, mas ainda campeões de vendas, Santana e o Monza.

Com linhas mais modernas, o Tempra foi um sucesso imediato. Com apenas 4,35m de comprimento, seu espaço interno surpreendia e seu porta-malas era gigante com capacidade para 413 litros.


Vidros e travas elétricas, ar-condicionado, direção hidráulica progressiva, toca-fitas, rodas de liga leve e até acabamento de madeira faziam parte do cardápio de equipamentos da linha Tempra, dividida nas versões básica e Ouro.


Em setembro de 1992, surgiu a versão duas portas, com colunas traseiras um pouco mais largas, ela nunca chegou a repetir o sucesso do sedã.

Em abril de 1993, saiu a versão 16V do Tempra, testada por QUATRO RODAS na edição daquele mês. Primeiro motor nacional com quatro válvulas por cilindro, ele já possuía injeção eletrônica multipoint e, com seus 127 cv, chegou a 191,5 km/h. O tempo de 0 a 100 caiu para 10,54 segundos superando de longe a primeira versão que atingiu a marca em 13,78s.

O auge do modelo, foi em 1994, quando foi lançado o Tempra Turbo. Na época não tinha pra ninguém, era de longe o melhor carro nacional, unindo, requinte, esportividade e beleza.





Esta edição trazia faróis extras de longo alcance, rodas iguais às do Uno Turbo e aerofólio, além de painel remodelado. O motor oito válvulas com injeção eletrônica e turbina Garrett T3 rendia 165 cv e superou todos os carros nacionais da época. Alcançou 212,8 km/h e foi de 0 a 100 km/h em 8,23 segundos. A suspensão foi reforçada e os freios, redimensionados.

Ainda em 1994 o modelo abandonava definitivamente o carburador pela injeção eletrônica e produzia 105 cv. Suspensão, freios dianteiros e painel eram os mesmos do Turbo e a grade ganhava um desenho mais simples. Ainda em 1994, a Fiat passou a importar a perua Tempra, com sua traseira de cortes retos e painel exclusivo.

Para 1995, o motor do Turbo passou a equipar o Tempra de quatro portas na versão Stile.

Em 1996, quando já se falava na aposentadoria do modelo, os faróis ficaram mais estreitos.

Em 1998 novas modificações, grade, para choques, maçanetas e colunas pintadas de preto para tentar mantê-lo interessante, mas mesmo assim era inevitável o fim de sua produção, uma vez que já era anunciado o novo sedan e substituto, Marea da nova geração de Fiat médio.


O ano de 1999 foi o último do modelo. Mas até os dias de hoje, nenhum sedan médio da Fiat, superou o bom Fiat Tempra.



Ref.: www.quatrorodas.abril.com.br

Você entende de carros? Gostaria de escrever artigos para o AutoSerra?

Clique aqui e fale conosco.
» Home
» Carros
» Carros antigos
» Motos
» Anunciar
» Lojas
» Guia de serviços
» Favoritos
» Artigos
» Notícias
» Contato
» Perguntas frequentes
» Quem somos
» Publicidade
» Termos de uso
» Política de privacidade
Tel.: (24) 2246-7476
Email.: contato@AutoSerra.com.br
Atendimento de segunda a sexta - 9h às 16h (intervalo 12h - 13h)

Formas de pagamento


AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Todos os direitos reservados

Versão: 20170612