AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Painel do Anunciante
Favoritos

Leia nossos

Artigos


Alfa Romeo 2300


Erick von Seehausen
Sócio gerente
erick@autoserra.com.br
AutoSerra
www.autoserra.com.br

Alfa Romeo 2300

Alfa Romeo 2300

Depois do sucesso do JK a FNM (localizada no Distrito de Xerém em Duque de Caxias) precisava de um substituto a altura para figurar no cenário dos carros luxuosos, mas sem perder a esportividade característica da marca.

Com a proibição da importação de automóveis à época da Ditadura Militar, o Alfa Romeo 2300 decolou com status de “Importado fabricado no Brasil” e agradava muito aos amantes do estilo europeu, uma vez que seus concorrentes abraçavam o estilo americano.

A crise dos altos preços de combustível, foi mais um impulsionador para o sucesso desse clássico, uma vez que seu motor de 2300 litros de 140cv e apenas 4cc, era bem mais econômico que seus concorrentes (Opala, Dodge Dart/Charger e Ford Galaxie/Landau) que usavam motores de 6cc e 8cc e consumiam infinitamente mais gasolina para atingir um bom desempenho.

O interior do Alfa 2300 era um luxo só e com o acabamento característico dos carros europeus, não demorou a cair no gosto popular e rapidamente se tornou o carro mais desejado do país.


O desempenho do Sedã também não deixava a desejar, uma vez que atingia 170 Km/h e fazia de 0-100 Km/h em apenas 11,7s. Uma excelente marca para a época uma vez que utilizava motor de 4cc.

No quesito segurança, era bastante estável e tinha resultados superiores aos concorrentes, pois sua carroceria usava o conceito de estrutura diferenciada, com zonas de deformação à frente e atrás que se comprimiam em colisões, absorvendo o impacto de que outro modo seria transmitido aos ocupantes. A grande rigidez à torção era outro ponto forte. A coluna de direção tinha duas juntas universais, de modo a não comprimir o motorista em caso de impacto. E desde o início o 2300 vinha equipado com freios a disco nas quatro rodas, uma primazia entre os nacionais que se manteria até o fim de sua produção. Só em 1991 que a GM equipou o modelo Diplomata.


O melhor de tudo do Alfa 2300 era o preço, pois em um comparativo da época entre seus concorrentes, ele acabava tendo o melhor custo-benefício da categoria.


Em 1976 com era lançada a Alfa 2300B que substituía a modelo básica. O interior era mais refinado, estofado aveludado e novos comandos e painel mais moderno de luz esverdeada e volante de plástico com regulagem de altura, inovação para época. No exterior as maçanetas eram modificadas passando a ser embutidas, mais uma inovação que foi sucesso para os adeptos da época que passaram adaptá-las a diversos modelos de carros como, Fusca, Chevette, Brasília além dos fora de série como Miura, Puma e etc.

Em 1977 era acrescentado o modelo TI (Turismo Internacional) ou popularmente conhecida como “Tesão Impossível” já que era ainda mais luxuosa e conseqüentemente mais cara. Ganhava novos acabamentos de painel, o rádio toca-fitas ganhava antena elétrica, encostos de cabeça traseiros, apoio para braços, luz para leitura, cortina no vidro traseiro para proteção solar, cinto de três pontos. O motor ficava mais valente e atingia 175Km/h de final e atingia 0-100Km/h em apenas 10,8s.


Em 1978 a Fiat adquire a Alfa Romeo e a produção da 2300 é transferida para Betim-MG. A mudança de casa permitiu melhorar o nível de ruído e a proteção contra corrosão, mas não serviu para reduzir seu preço. Em Setembro de 1978 ela já custava mais de 30% do que o concorrente Opala e só perdia para o Landau.

Em 1980 o modelo procura seguir as tendências e são feitas algumas mudanças como pára-choques pretos e em 1981 sai a versão a álcool que não teve nenhum sucesso. Ganhava direção hidráulica progressiva, mas o preço ficava cada vez mais altos, passando por cima de todos os concorrentes.

Em 1983 saía apenas o modelo TI mas os sinais de desgastes eram evidentes.

Uma tentativa de rejuvenescimento em 1985 com pára-choques envolventes, nova grade e lanternas traseiras maiores, não foram suficientes para reerguer as vendas e então em 1986 a Fiat retira de linha a Alfa Romeo 2300. Passava pela a história o sedã que por durante 12 anos foi considerado um dos melhores automóveis brasileiros.





Ref.: bestcars.uol.com.br/cpassado2/alfa-2300-1.htm

Você entende de carros? Gostaria de escrever artigos para o AutoSerra?

Clique aqui e fale conosco.
» Home
» Carros
» Carros antigos
» Motos
» Anunciar
» Lojas
» Guia de serviços
» Favoritos
» Artigos
» Notícias
» Contato
» Perguntas frequentes
» Quem somos
» Publicidade
» Termos de uso
» Política de privacidade
Tel.: (24) 2246-7476
Email.: contato@AutoSerra.com.br
Atendimento de segunda a sexta - 9h às 16h (intervalo 12h - 13h)

Formas de pagamento


AutoSerra - O classificado automotivo da Região Serrana
Todos os direitos reservados

Versão: 20170612